Monday, February 11, 2013

Conheça Chase, a gata sem focinho

Na rede social Facebook, ela é conhecida como Chase no Face (Chase sem cara). Esta alcunha pode parecer estranha mas a verdade é que esta felina não tem nariz, pálpebras e pêlo no focinho. O resultado da aparência de Chase deve-se ao facto de ela ter sido atropelada quando tinha apenas semanas de vida. Um jovem encontrou a gatinha à beira da estrada e levou-a ao veterinário. O rapaz doou algum dinheiro para que Chase pudesse ser tratada e pediu aos veterinários da clínica que fizessem tudo o que pudessem pela gatinha. Chase foi acolhida temporáriamente por Melissa Smith, uma assistente veterinária da clínica.
A perna traseira esquerda de Chase acabou por ter de ser amputado e os médicos fizeram tudo o que puderam para salvar o seu focinho, que tinha sofrido bastante com o acidente. Vários meses e dois enxertos de pele falhados mais tarde a sua família de acolhimento temporário teve de aceitar que a sua gatinha nunca iria ser como os outros gatos mas isso não foi um problema para Melissa.
Smith apenas pensava ficar com Chase durante a sua recuperação mas acabou por adoptá-la permanentemente.
"Ela não tinha dono e eu levei-a para casa para ela poder ter um pouco de atenção extra. Já se passarem 7 anos desde então. Ela é agora a minha gata."
Chase acabou por se tornar uma estrela da internet com 20 000 seguidores na sua página de Facebook. Muitas vezes os seus seguidores mandam presentes e retratos para a gatinha.
Smith e a sua família, que inclui duas crianças de 2 e 3 anos, não dão importância à aparência de Chase da maneira como os outros dão quando a conhecem pela primeira vez. 
A sua dona partilha também histórias da gata no blog Daily Tails of Chase (clique AQUI para aceder). Ela descobriu que muitas pessoas se sentiam inspiradas pela história da gatinha.
Muitos se perguntam se Chase não sente dores devido à sua condição, mas múltiplos veterinários confirmaram que ela não sente qualquer dor e consegue ver bastante bem. Ela ainda produz lágrimas apesar de não ter pálpebras e essa tem sido a parte mais difícil da sua recuperação. A felina necessita de antibióticos ocasionalmente e de gotas para os olhos diáriamente para que os seus olhos se mantenham húmidos. 
"Para além de ter um aspecto diferente, ela é 100 por cento como qualquer outro gato. Corre atrás de moscas, usa a caixa de areia, come comida de gato normal, mia a meio da noite e corre pelas escadas abaixo" diz Smith.


No comments:

Post a Comment